Maravilha


sem defensivo

MARAVILHA

Mirabilis jalapa

Descrição : Plantas da família das Nyctaginaceae, também conhecida como bonina, boas-noites, belas-noites, boa-morte, beijos-de-frade, jalapa-falsa, jalapa-do-mato e quatro-folhas. Herbácea anual, de caule ereto, dicótomo, nodoso, articulado e de cor avermelhada. A raiz grossa e carnosa, e perene, de cor branca por dentro e escura por fora. as folhas são opostas, pecioladas e membranáceas. As flores vistosas, de coloração variada, são amarelas, brancas ou vermelhada e nascem nas partes terminais dos ramos, com florescimento no verão. A principal característica é que suas flores se abrem após o por-do-sol. O fruto é rugoso e de cor escura, semelhante à pimenta-do-reino. O plantio é feito por sementes, não tendo preferência quanto ao solo, mas necessita de clima quente e seco. É uma planta muito ornamental e subespontânea no Brasil. A maravilha cresce de 1 a 1 ,5 metros de altura e uma característica é que abre-se às 4 horas e fecha-se pela manhã, tem perfume adocicado.

História: Cultivada como ornamental em todo o mundo tropical. Seu nome mirabilis alude à beleza de suas flores. Foi descrita pela primeira vez em 1753.

Colheita : A colheita das raízes é efetuada quando do desaparecimento da parte aérea.

Origem : É nativa do México, Chile ou índia.

Localização: São Carlos - São Paulo